Revista - Fórum Português de Administração Educacional

Go to content

Main menu:

Revista

Textos publicados na revista Administração Educacional

Afonso, Almerindo J. (2001). As Escolas em Avaliação: avaliabilidade e responsabilização. Administração Educacional, 1, 23–26.

Afonso, Natércio (2004). A Globalização, o Estado e a Escola Pública. Administração Educacional, 4, 33–42.

Almeida, Alberto de Jesus (2010). Novo regime de administração e gestão do 1º ciclo e do pré-escolar. Administração Educacional, 7/8, 72–82.

Almeida, Armando (2005). Associativismo parental: o caso de uma associação concelhia. Administração Educacional, 5, 89–94.

Álvarez, Manuel (2006). Qualidade e Liderança em Educação. Administração Educacional, 6, 103–110.

Antunes, Fátima (2005). Regulação Supranacional e Governação da Educação: Dimensões Europeias. Administração Educacional, 5, 7–20.

Antunes, Fátima (2006). A Nova Ordem Educativa Mundial e a União Europeia: A Formação de Professores dos Princípios Comuns ao Ângulo Português. Administração Educacional, 6, 46–64.

Aragão, José Wellington (2004). Os Conselhos Municipais de Acompanhamento e Controle Social do FUNDEF no Estado da Bahia (Brasil): Um Estudo de Análise Comparativa. Administração Educacional, 4, 58–65.

Barroso, João (2002). Reitores, Presidentes e Directores: Evolução e paradoxos de uma função. Administração Educacional, 2, 91–107.

Bolívar, Antonio (2006). A Liderança Educacional da Direcção Escolar em Espanha: entre a Necessidade e a (Im)possibilidade. Administração Educacional, 6, 77–94.

Boyer, Michel, & Corriveau, Lise (2010). Un parcours de développement de compétences pour des directions en exercice. Administração Educacional, 7/8, 98–104.

Bruggen, Johan C. van (2001). Políticas europeias de avaliação da escola: situação actual da relação com as políticas de autonomia, descentralização e auto-gestão (Self-management). Administração Educacional, 1, 5–22.

Bush, Tony (2003). Gestão e liderança educacionais: perspectivas inglesa e internacional. Administração Educacional, 3, 111–120.

Cabrito, Belmiro (2003). O ensino vocacional em Portugal: da promessa dos anos oitenta às novas realidades. Administração Educacional, 3, 35–43.

Canário, Maria Beatriz Bettencourt, & Ramos, Lucília (2001). Entrevista com: Maria José Rau, Secretária de Estado da Administração Educativa. Administração Educacional, 1, 27–35.

Carvalho, Luís Miguel (2006). Apontamentos sobre as Relações entre Conhecimento e Política Educativa. Administração Educacional, 6, 37–45.

Cerdeira, Luísa (2003). O público e o privado no ensino superior português. Administração Educacional, 3, 27–34.

Correia, Ana Maria, & Costa, Jorge Adelino (2003). A análise da cultura organizacional escolar através dos seus artefactos. Administração Educacional, 3, 81–88.

Costa, Jorge Adelino (2002). A administração educacional na formação de professores na Universidade de Aveiro: retrospectiva de duas décadas. Administração Educacional, (2), 137–145.

Costa, Jorge Adelino, Sanches, Fátima Chorão, Formosinho, João, & Afonso, Natércio (2002). 2 o Painel: Gestão Escolar, Autonomia e Participação. Balanço de 25 anos de Política Educativa em Administração Escolar. Administração Educacional, 2, 65–90.

Curado, Ana Paula (2001). Política de Avaliação de Professores: Potencialidades e Constrangimentos. Administração Educacional, 1, 40–52.

Curado, Ana Paula (2004). O Processo de Bolonha e a Formação de Professores em Portugal. Administração Educacional, 4, 117–125.

Curado, Ana Paula (2006). Da Avaliação à Intervenção para o Sucesso Escolar: Um Estudo da Universidade de Lisboa. Administração Educacional, 6, 148–158.

David, Elena de Oliveira (2004). A democracia em construção na escola: A participação dos alunos. Administração Educacional, 4, 153–166.

Dias, Mariana (2006). As Escolas Primárias Portuguesas na Viragem do Século: Actores e Processos de Mudança (1986-2003). Administração Educacional, 6, 28–36.

Dinis, Luís Leandro (2002). O presidente do conselho directivo: dilemas do profissional docente enquanto administrador escolar. Administração Educacional, 2, 115–136.

Dinis, Luís Leandro (2003). As escolas como organizações profissionais. Administração Educacional, 3, 60–80.

Dinis, Luís Leandro (2004). Das Teorias das Organizações à Organização das Teorias: do Mundo da Gestão ao Mundo da Educação. Administração Educacional, 4, 79–98.

Dutercq, Yves (2006). Os Chefes de estabelecimento de Ensino em França: Entre a Racionalização Modernista, os Constrangimentos Culturais e o Desejo de Justiça. Administração Educacional, 6, 95–102.

Evangelista, J. M. Gomes (2005). A participação do poder local na administração da educação: a relação escola-autarquia. Administração Educacional, 5, 95–113.

Ferreira, Fernando Ilídio (2006). Modos de Governo da Educação: Políticas, Actores e Conexões. Administração Educacional, 6, 19–27.

Ferreira, Henrique (2006). A participação dos professores do ensino primário. 1º ciclo na organização da escola e do processo educativo. Administração Educacional, 6, 128–148.

Ferreira, Rosa Maria Riga Balão, & Ramalho, Victor Manuel (2005). A segurança na gestão educacional: um estudo de caso. Administração Educacional, 5, 121–138.

Fonseca, Marília (2003). Políticas públicas e gestão educacional: os desencontros de concepções antagónicas. Administração Educacional, 3, 44–52.

Fontoura, Maria Madalena (2005). Da lógica do sistema à lógica das suas transformações: a escola em construção. Administração Educacional, 5, 57–72.

Formosinho, João, Fernandes, António Sousa, & Machado, Joaquim (2010). Contratos de autonomia para o desenvolvimento das escolas portuguesas. Administração Educacional, 7/8, 66–71.

Formosinho, João, & Machado, Joaquim (2004). Evolução das Políticas e da Administração da Educação em Portugal. Administração Educacional, 4, 7–32.

Fozing, Innocent (2010). Extension des établissements scolares primaires publics: le paradoxe camerounais. Administração Educacional, 7/8, 90–97.

Guedes, Graça (2003). A Descentralização de competências no quadro político e administrativo português. Administração Educacional, 3, 20–25.

Guedes, Graça (2005). A Cidade Educadora. Administração Educacional, 5, 20–26.

Lima, Jorge Ávila de (2006). A Governação em Rede na Educação: Potencialidades e Riscos. Administração Educacional, 6, 6–18.

Lima, Licínio C. (2002). Conferência: 25 Anos de Gestão Escolar. Administração Educacional, 2, 13–42.

Louro, Paulo, & Cabral, Pedro (2005). Percepções dos docentes sobre o processo de agrupamento: estudo de caso. Administração Educacional, 5, 139–151.

Macedo, Berta, Barreto, Maria Antónia, Ricardo, Maria Manuela, Luís, Ália Alves, Soares, Óscar António, Correia, Margarida Sérvulo, & Martins, Maria José (2002). 1º Painel: Testemunhos da Gestão Democrática. Administração Educacional, 2, 43–64.

Machado, Maria de Lourdes, Magalhães, António, Sá, Maria José, & Brites, Rui (2010). Estudo sobre a satisfação dos estudantes: Criar as vatagens distintivas através da gestão estratégica das matrículas. Administração Educacional, 7/8, 17–32.

Machado, Maria de Lourdes, Soares, Virgílio Meira, Ferreira, José Brites, & Gouveia, Olídia (2010). Satisfação e motivação dos docentes no ensino superior português: Um estudo em curso. Administração Educacional, 7/8, 33–42.

Magalhães, António M., Santiago, Rui, Ribeiro, Filipa, Sousa, Sofia, Machado, Maria de Lourdes, & Tavares, Orlanda (2010). A criação da área europeia de ensino superior e o impacto das reformas curriculares e da governação. Administração Educacional, 7/8, 5–16.

Marques, Francisco Alves (2003). A construção de um dispositivo de auto-avaliação como estratégia de gestão organizacional. Administração Educacional, 3, 89–101.

Nave, Gracinda, & Martins, Jorge (2006). As Autarquias e a Educação. Administração Educacional, 6, 111–127.

Oliveira, Cristiana Nunes (2010). A utilização dos recursos públicos e o envolvimento da iniciativa privada. Administração Educacional, 7/8, 83–89.

Oliveira, Dalila Andrade (2004). Da Administração Escolar à Gestão Educacional no Brasil: Uma Falsa Polémica entre a Técnica e a Política. Administração Educacional, 4, 66–78.

Palma, José Borges (2001). O papel das diferentes modalidades de avaliação das escolas na regulação das políticas educativas. Administração Educacional, 1, 36–40.

Pinhal, João (2010). A construção do sistema educativo local. Administração Educacional, 7/8, 43–51.

Pires, Carlos (2003). A administração e gestão da escola do 1º ciclo: O caso das comissões executivas instaladoras. Administração Educacional, 3, 103–110.

Póvoa, Maria Filomena (2001). O papel da avaliação no desenvolvimento da qualidade da escola. Administração Educacional, 1, 53–54.

Santos, Terezinha Fátima Andrade Monteiro dos (2006). As políticas de descentralização da gestão e autonomia financeira como estratégias para redefinição do Estado Brasileiro. Administração Educacional, 6, 65–76.

Santos, Ilda, Verde, Luísa Vila, Dimas, Rita, & Marinho, Sara (2001). A Administração Educacional em contexto local. Administração Educacional, 1, 54–65.

Santos, Luísa (2005). Gerir a escola num contexto de mudança. Administração Educacional, 5, 114–120.

Sarmento, Manuel Jacinto, & Abrunhosa, Albertina (2005). Participação infantil na organização escolar. Administração Educacional, 5, 73–87.

Silva, Guilherme Rego (2004). Formação em Administração Educacional na Última Década: Análise de Alguns Indicadores. Administração Educacional, 4, 99–116.

Silva, Pedro (2002). O poder invisível da directora de escola de 1º ciclo: Algumas reflexões. Administração Educacional, 2, 108–114.

Simões, Graça Jegundo (2004). O Espelho e a Máscara. Administração Educacional, 4, 145–152.

Takahashi, Adriana (2004). Organizações escolares sob a luz da teoria institucional: um estudo comparativo de caso em escolas públicas de Curitiba/Paraná - Brasil. Administração Educacional, 4, 126–144.

Torres, Leonor Lima (2005). As abordagens culturais na escola: O despontar teórico, a ilusão ideológica e o potencial heurístico. Administração Educacional, 5, 27–43.

Ventura, Alexandre (2005). O poder interpretativo das metáforas e as organizações. Administração Educacional, 5, 45–56.

Verhione, Robert E. (2003). A reforma do financiamento do ensino fundamental no Brasil e o seu impacto no contexto da descentralização da educação. Administração Educacional, 3, 9–19.

Werle, Fávia Obino Corrêa, ANDRADE, Alenis Cleusa de, & Werle, Carolina Obino Corrêa (2010). Valorização do magistério no âmbito da educação pública municipal: O caso de um estado do sul do Brasil. Administração Educacional, 7/8, 52–65.

Werle, Flávia Obino Corrêa (2004). Autonomia e Regime de Colaboração na área da Educação: União, Estados e Municípios. Administração Educacional, 4, 43–57.

 
Back to content | Back to main menu